Ervas Aromáticas

As ervas aromáticas dão um toque especial e perfumado aos mais variados pratos, desde a entradas às sobremesas, realçando o sabor dos alimentos, diminuindo assim a quantidade de sal nos pratos confeccionados.

Pode utilizar em sopas, molhos, condimentos, pratos de peixe e de carne, saladas, massas, pizzas e muitos outros pratos.

Também são excelentes também para aromatizar azeite e vinagre.

 

Utilização de algumas ervas:

Manjericão: Conhecido também por basílico, possui um aroma apelativo e um sabor forte. Pode ser utilizado para temperar sopas, saladas, molhos e massas. Acrescente-o só no último momento do cozinhado, pois o calor retira-lhe o sabor.

 

Cebolinho: Tem um sabor semelhante da cebola, mas menos intenso – que cresce a partir da folhagem e não a partir do bolbo. Com uma coloração verde-vivo, usa-se para temperar sopas, pratos de peixe, de frango e ovos.

 

Tomilho: Faz parte da família da menta e as suas folhas são pequenas, verde-acinzentadas, com um aroma delicado e seco e um ligeiro sabor a menta. É perfeito para sopas, guisados e pratos de carne e peixe. Utiliza-se fresco ou seco, sobretudo em refeições cozinhadas, mas pode também ser usado em saladas ou molhos.

 

Orégãos: Têm um sabor ligeiramente apimentado, mais intenso quando secos do que em frescos. Conjugam na perfeição com massas, legumes, carnes brancas e estufados. Experimente lavar os orégãos frescos e esmagar as folhas , para que libertem o seu aroma, de forma a utilizá-los em saladas, molhos ou chá. Devem ser adicionados no início da confeção, uma vez que o seu sabor se vai intensificando ao cozinhar.

 

Alecrim: Possui um aroma fantástico e um sabor picante, com uma leve combinação da menta e do gengibre. Muito versátil, utiliza-se fresco ou seco, combinando na perfeição com carnes, essencialmente de porco e de borrego, batatas, manteigas aromatizadas, saladas, molhos ou chá. A beleza dos ramos torna o alecrim também uma planta decorativa.

 

Hortelã- Pimenta: Consiste num cruzamento entre a hortelã e a hortelã-verde. A hortelã contém um óleo conhecido como óleo de menta, que proporciona uma sensação de frescura e purificação. Ideal para dar um aroma fresco a bebidas, pratos e sobremesas, infusões, gelados ou chocolate.

 

Como escolher?

Prefira as ervas frescas, sem sinal de desidratação e sem folhas amarelas ou sem manchas.

 

Como Conservar?

  • Refrigeração: coloque as ervas a uma temperatura entre os 4ºC e os 6ºC. Não devem ser armazenados por longos períodos de tempo.

 

  • Secagem ao ar: faça pequenos molhos, enrole-os em papel absorvente ou num pano fino, para protegê-los das poeiras e da luz, e pendure-os pelo pé num lugar quente seco e arejado.As ervas estarão secas quando as folhas e os caules se apresentarem quebradiços.

 

  • Secagem no forno:regule o forno no mínimo.Utilize a grelha, coberta com papel de cozinha ou um pano macio e fino. Lave as ervas em água corrente e escorra-as bem. Coloque-as sobre a grelha e leve-as ao forno, deixando a porta ligeiramente entre aberta. Vire as ervas ao fim de 30 minutos para garantir uma secagem regular.Deixe-as no forno até as folhas estarem quebradiças (cerca de 1 hora).